Home Futebol Americano Opinião: Vamos Celebrar! Sarah Thomas é a primeira mulher na arbitragem do...

Opinião: Vamos Celebrar! Sarah Thomas é a primeira mulher na arbitragem do Super Bowl

-

Tampa Bay Buccaneers e Kansas City Chiefs são os times que se enfrentarão no Super Bowl LV neste domingo, 7. O jogo está marcado para as 20h e terá transmissão da ESPN e NFL Game Pass.

Será uma partida memorável por todos os motivos que se pode imaginar, a começar pelos quarterbacks, Brady e Mahomes, vencedores do Super Bowl LIII e do Super Bowl LIV, respectivamente. GOAT vs. Baby GOAT. Também pode ser a primeira vez em que a equipe da cidade que hospeda o Super Bowl se sagrará campeã. Isso, sem falar, no fato de ser a final de uma temporada tão ameaçada pela pandemia. Definitivamente, não será um jogo qualquer.

Mas não é só. Este ano, faz-se história porque pela primeira vez teremos uma mulher na equipe de arbitragem do Super Bowl: Sarah Thomas!

As Mulheres na NFL 

O universo do futebol americano ainda é preponderantemente masculino. Porém, cada vez mais temos visto mulheres atuando e exercendo funções de destaque e de grande responsabilidade. Para se ter ideia, atualmente, das 32 franquias, 10 têm mulheres como proprietárias.

Recentemente, tivemos a primeira técnica assistente negra em período integral, Jennifer King, do Washington Football Team. Além dela, temos Lori Locust (assistente em linha defensiva) e Maral Javadifar (assistente-técnica de força e condicionamento), ambas no Tampa Bay Buccaneers, e Katie Sowers, assistente de ataque no San Francisco 49ers. Isso sem falar em Jen Welter que, abriu o caminho, ao estagiar com o Arizona Cardinals durante o traning camp de 2015.

E Sarah Thomas nos mostra que as conquistas não param!

A Carreira de Sarah Thomas

Sarah começou a sua carreira atuando em jogos de high school. Mas ela quis ir além e se candidatou a uma vaga na arbitragem do College Football, tornando-se a primeira mulher a atuar em uma partida da Big Ten, em novembro de 2011.

O próximo passo seria a NFL. Em 2013, ela se candidatou a uma vaga no quadro de árbitros, ficando entre o seleto grupo de 21 finalistas no processo seletivo. Em abril de 2015 foi anunciada como primeira mulher na história a exercer a função de forma permanente.

Além de sua dedicação e da sua qualidade técnica, ela ainda nos impressiona por conseguir balancear uma carreira tão desafiadora, com sua vida pessoal. Ser árbitra exige viagens constantes, estudo permanente e preparo físico, além de toda a pressão recebida. Isso, por si só, já não seria fácil. Mas, ainda assim, ela é capaz de conciliar seu trabalho em campo com a sua vida pessoal. Sarah é casada e mãe de três filhos. Quando se candidatou em 2013, ela já tinha dois filhos e estava grávida de seu caçula. Impressionante!

Em campo, Sarah tem se destacada pela qualidade e pela capacidade de comunicação. Sua confiança e calma transmitem a firmeza das decisões da equipe de arbitragem aos técnicos das equipes em campo.

Não por outra razão, o vice presente de operações da NFL, Troy Vincent, declarou que:

“Sarah Thomas fez história novamente como a primeira mulher na arbitragem oficial do Super Bowl. Seu desempenho de elite e compromisso com a excelência valeram-lhe o direito de arbitrar o Super Bowl. Parabéns a Sarah por esta honra tão merecida”.

Sim, é merecidíssima!

Sem dúvida, há muito o que comemorar. Mesmo que a participação feminina ainda seja pequena em termos percentuais, cada passo como o de Sarah Thomas nos mostra o tanto que é possível crescer rumo à diversidade e à equidade na Liga.

Comentários

- Advertisment -Opinião: Vamos Celebrar! Sarah Thomas é a primeira mulher na arbitragem do Super Bowl - Olimpia Sports

Últimas Notícias