Home Futebol Masculino Opinião: O futebol prossegue no país da Covid-19

Opinião: O futebol prossegue no país da Covid-19

-

Quero abrir essa coluna pedindo desculpas pela ausência. Acho que devo me justificar ao púbico da Olimpia Sports. Dia 22 de fevereiro minha namorada apresentou sintomas de Covid-19. Ela testou positivo dois dias depois e na semana seguinte precisou ser internada. Passou duas semanas intubada e, na última quinta-feira, 18, passou por uma traqueostomia. Ela está se recuperando. Eu apresentei sintomas de covid um dia depois da Daiane, meus sintomas foram leves e já estou recuperado. Como o quadro de saúde da Dai evolui de maneira positiva eu resolvi retomar minhas atividades. Uma delas é esta coluna.

Retomar as atividades é um termo meio forte, porque minha cabeça ainda segue na recuperação da Daiane. A sua ausência em casa é imensa. Por todos os lugares que olho, seja nos portais de notícias, seja nas redes sociais, as notícias sobre a Covid me bombardeiam. Ninguém sabe como a Covid vai agir no próprio organismo. Eu tive sintomas gripais e me tratei com remédio para evitar esses sintomas. O quadro da Dai evoluiu para uma pneumonia grave. 

Lidar com essa situação extrema quase me levou a exaustão. Só quem recebe a informação que o ente querido está sendo intubado sabe como é tenso. Esse mesmo sentimento tomou conta de mim esta semana, quando ia visitar a Daiane no hospital e o Uber que eu estava recebeu a ligação do médico da esposa avisando que ela havia ido para o respirador. Foi desconcertante ver ele questionando o médico sobre o motivo dela ter precisado desse suporte.

Aliás, respirador que manifestantes pró-morte imploraram que o governador do estado não comprasse. É difícil falar de futebol sabendo que o Rio Grande do Sul vem superando seus índices de mortalidade por Covid dia após diaå. Como vamos falar de um esporte, que é sinônimo de vida, com tantas pessoas morrendo sem um leito de UTI ou pior, sem oxigênio. Estamos diante de uma catástrofe sanitária e as pessoas precisam compreender isso. Empresários que querem a retomada das atividades declaram aos seus funcionários que eles são descartáveis.

Encerro a minha manifestação marcando posição diante do que vem acontecendo no país. É revoltante que campeonatos nacionais e estaduais de futebol prossigam diante de uma calamidade na saúde pública. A única saída para essa crise é um bloqueio total com a manutenção dos serviços essenciais por um período de, no mínimo, 15 dias para conter a disseminação do vírus, tendo no governo o suporte financeiro para que milhões de trabalhadores não morram de fome. Espero que minha próxima intervenção seja mais leve e seja sobre futebol. Tenham cuidado. Fiquem em casa. Evitem aglomeração. Abusem do álcool gel e usem máscara.

Comentários

- Advertisment -Opinião: O futebol prossegue no país da Covid-19 - Olimpia Sports

Últimas Notícias