Home Seleção Brasileira Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas

Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas

-

Apoio também contemplará o Campeonato Brasileiro Feminino A1, que contará com novo naming rights para as próximas quatro temporadas.

Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 1, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro, pelo Presidente da CBF, Rogério Caboclo, e pelo CEO da Neoenergia, Mario Ruiz-Tagle.

O patrocínio inédito firmado pela Diretoria Comercial da CBF é mais um passo no fomento do futebol feminino no Brasil e uma conquista do grande desempenho das mulheres dentro das quatro linhas. Além das Seleções Brasileiras Femininas, a Neoenergia estampará a nova marca da principal competição nacional entre clubes, que passará a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia.

O contrato entre a CBF e a Neoenergia vai até 2024 e prevê a exibição da marca no uniforme de treino da Seleção Feminina, ações promocionais e ativações nas redes sociais das Guerreiras do Brasil. A empresa de energia acompanhará as Seleções Brasileiras Femininas, adulta e de base, em momentos importantes como a reta final da preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a Copa América Feminina 2022, os Campeonatos Sul-Americanos de Base, a Copa do Mundo Feminina 2023 e os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Além da nova marca no nome oficial do Brasileirão Feminino, a Neonergia estará presente nas placas de publicidades no entorno do gramado de todos os jogos e backdrops. Além disso, poderá fazer ativações durante os intervalos das partidas (assim que permitido pelas autoridades sanitárias) e ações nas redes sociais da competição.

“Essa parceria com a Neoenergia significa também termos ao nosso lado uma das maiores empresas de energia do país e do mundo, e que vai conjugar o apoio ao futebol feminino com as causas da igualdade e da sustentabilidade, fortalecendo aquilo que já sabemos, que é a enorme força social e de engajamento do nosso esporte”, afirma Rogério Caboclo, Presidente da CBF.

“Nós, que sabemos muito de redes elétricas, queremos traçar outra rede, invisível, mas igualmente sólida, para unir todos aqueles que contribuem para avançar rumo à plena igualdade em um âmbito de tanto impacto quanto o esporte. Apostamos nessa ação de apoio ao esporte feminino com a convicção de que lutamos pela igualdade de oportunidades. Acreditamos na igualdade em todos os campos e compartilhamos com essas jogadoras os mesmos valores como esforço, superação, profissionalismo, trabalho em equipe. Essas esportistas são o espelho em que miram muitos homens e mulheres, são exemplos para tantas outras que veem no esporte uma janela de oportunidades de mudança social. Além de ser um direito primordial, a igualdade também é um dos fundamentos essenciais para construir um mundo mais próspero para todos”, exalta Mario Ruiz-Tagle, CEO da Neoenergia.

A parceria entre Neoenergia e CBF reafirma o compromisso das duas empresas em oportunizar e igualar diferenças históricas entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Esses valores juntos darão subsídios para que as atletas das Seleções Femininas e que disputam o Brasileirão Feminino possam ter as melhores oportunidades ao longo da sua formação profissional.

Este também é mais um projeto da Neoenergia e o Grupo Iberdrola que apoia o esporte feminino no mundo, com mais de mais de 330 mil atletas subsidiadas em diversos países, o que torna a empresa espanhola a maior incentivadora da mulher no esporte na Europa.

Sobre as Seleções Brasileiras Femininas:

São três as Seleções Brasileiras Femininas: Principal, Sub-20 e Sub-17. Cada uma delas conta com comissão técnica fixa e apoio incondicional da Diretoria da CBF. Em 2020, inclusive, o presidente da entidade, Rogério Caboclo, anunciou a equiparação de premiações e pagamentos entre as equipes femininas e masculinas.

Atualmente, a Seleção Brasileira Feminina é comandada pela sueca Pia Sundhage. Contratada pela CBF em 2019, ela tem na bagagem a conquista de duas medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, feito que ela espera repetir com a Amarelinha nas Olimpíadas de Tóquio. Em 2020, a ex-jogadora Duda Luizelli, com passagens pela Seleção, assumiu a coordenação da Seleções Brasileira, que ainda contam com Jonas Urias no Sub-20 e Simone Jatobá no Sub-17.

Sobre o Brasileirão Feminino:

Organizado e custeado pela CBF, com apoio do Fundo de Legado da Copa do Mundo FIFA 2014, o Brasileirão Feminino reúne 16 clubes em sua divisão de elite. Após 15 rodadas da primeira fase e da disputa das quartas de final, a principal competição do futebol feminino do país entra agora em suas fases decisivas.

Desde 2013, quando passou a ter esse nome, as equipes campeãs foram o Centro Olímpico (2013), a Ferroviária (2014), o Rio Preto (2015), o Flamengo (2016), o Santos (2017), o Corinthians (2018), Ferroviária (2019) e Corinthians (2020). Na edição passada, o Brasileirão Feminino alcançou números expressivos triplicando o número de audiência em relação a 2019, passando de 107.305 views, para 319.771 views, em 2020. 

Nesta quarta-feira (02) a competição inicia sua 12º rodada. A primeira fase conta com mais três rodadas, antes da pausa para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A reta final está prevista para iniciar em agosto, com início das disputas de quartas de final, semifinal e final. 

Sobre a Neoenergia:

Companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN), Elektro (SP/MS) e CEB-D (DF) atendem a mais de 15 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.

Comentários

- Advertisment -Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas - Olimpia Sports

Últimas Notícias