Home Seleção Brasileira Primeira capitã da Amarelinha, Marisa é auxiliar pontual da Seleção Feminina Sub-20

Primeira capitã da Amarelinha, Marisa é auxiliar pontual da Seleção Feminina Sub-20

-

Integrante da primeira Seleção Feminina Brasileira, em 1988, Marisa transmite sua vivência para a nova geração da Canarinho

O passado e o futuro do futebol feminino têm seus caminhos entrelaçados mais uma vez nas categorias de base do Brasil. Marisa Pires, primeira capitã da Amarelinha, compõe pontualmente a comissão técnica da Seleção Feminina Sub-20 durante janela de treinos em Brasília (DF). Com experiência e conhecimento de quem já fez muito pela Seleção Feminina, a ex-zagueira divide sua experiência com as novas jogadoras.

Marisa participou da primeira Seleção Brasileira Feminina da história, em 1988, no Mundial inaugural. Depois, voltou a usar a braçadeira de capitã na Copa do Mundo de 1991. A defensora também esteve presente na Olimpíada de 1996 e integrou o elenco da Copa do Mundo de 1999. Ela comentou sobre a oportunidade de endossar a área técnica da base do Brasil.

“Para mim está sendo importante estar aqui junto com esses profissionais. Estou grata à CBF por estar sempre lembrando de ter uma ex-atleta acompanhando as meninas. É sempre bom relembrar meu tempo de atleta e interagir com as meninas, mostrando o comprometimento de defender a Seleção Brasileira”, destacou.

20 Maravilha, 19 Kátia Cilene, 18 Nildinha, 16 Sônia, 15 Lêda Maria, 14 Tânia Maranhão, 13 Marisa  e 12 Didi
20 Maravilha, 19 Kátia Cilene, 18 Nildinha, 16 Sônia, 15 Lêda Maria, 14 Tânia Maranhão, 13 Marisa  e 12 Didi

A Seleção Feminina está reunida em Brasília (DF) para treinamentos, visando um maior entrosamento do elenco e renovação da categoria. Nesses dias de treinos, Marisa conseguiu perceber uma evolução no comportamento defensivo das atletas, atuando com mais organização que em sua época de jogadora. Segundo ela, isto é um reflexo dos investimentos que estão sendo realizados na base.

“O trabalho que hoje podemos ver na CBF com as bases tem um olhar voltado para as atletas e para que elas tenham mais vontade de vencer. Hoje, elas possuem uma estrutura e um investimento a qual nunca se teve”, comentou.

“A formação é importante. Se nós não somos formadas desde cedo, a atleta não aguenta. O corpo precisa desse cuidado desde sempre para poder ter uma progressão no trabalho”, completou.

Comentários

- Advertisment -Primeira capitã da Amarelinha, Marisa é auxiliar pontual da Seleção Feminina Sub-20 - Olimpia Sports

Últimas Notícias