Home Futebol Internacional Capitã do Barcelona, Alexia Putellas leva a Bola de Ouro

Capitã do Barcelona, Alexia Putellas leva a Bola de Ouro

-

Esta foi a terceira fez que uma mulher venceu a Bola de Ouro. As primeiras a levarem o prêmio foram Ada Hegerberg e Megan Rapinoe

O capitã do FC Barcelona ganhou a Bola de Ouro Feminina na noite de segunda-feira, 29, sucedendo Ada Hegerberg e Megan Rapinoe. Putellas dedicou o prêmio ao pai, que morreu em 2012.

Alexias Putellas, participou da coletiva de imprensa após vencer o prêmio de melhor jogadora do mundo no Teatro Châtelet. A jogadora do Barcelona disse que ficou muito feliz com o reconhecimento, além de deixar várias mensagens de protesto para o mundo do futebol:

“Todos têm direito de ser futebolistas e a ter condições dignas para ser profissionais”, afirmou Alexia Putellas enfaticamente quando questionada sobre as poucas condições das mulheres futebolistas no mundo. Também foi questionada sobre um possível encontro com Luis Rubiales, Presidente da Real Federação Espanhola de Futebol, do qual nada revelou e confirmou que não o encontrou porque ele não apareceu na coletiva imprensa e por isso não houve avanços.

Além disso, ela tinha palavras para o crescimento do futebol feminino: “Não tive a oportunidade de crescer numa época em que havia Bola de Ouro para as mulheres. E isso vai ajudar muitas meninas a elevar o nível, e também haverá muito mais jogadoras de futebol nos times. Então, também acho muito bom que grandes prêmios históricos como a Bola de Ouro também sejam femininos, basicamente porque agora todas as meninas têm a oportunidade de sonhar em ganhar uma”.

Polêmica no Futebol Espanhol Feminino

O Futebol Feminino Espanhol vive um momento preocupante, apesar do peso do prêmio conquistado pela espanhola Alexia Putellas. A realidade é que o futebol feminino espanhol ainda não concretizou o seu futuro como competição profissional. O próximo dia 15 de dezembro fará seis meses desde que o Conselho de Administração do CSD reconheceu a Liga Iberdrola como uma liga profissional.

Mas meio ano depois, a situação permanece a mesma de antes. Ainda não há acordo sobre a redução consensual dos Estatutos pelos atuais 16 clubes da Primeira Divisão. Por um lado, os doze clubes da Associação de Clubes e, por outro lado, os quatro clubes que estão à margem: Fútbol Club Barcelona, ​​Real Madrid, Athletic Club de Bilbao e Madrid Club de Fútbol.

Tudo estagnou novamente no último mês. O que há cerca de 30 dias parecia um acordo iminente, deu-se um passo atrás e sem horizonte sobre este acordo que permite convocar eleições, nomear presidente e iniciar a liga profissional.

E muita culpa por isso é o Real Madrid. O clube branco é quem mais coloca obstáculos do ponto de vista da exploração comercial e até da possibilidade de recusar as decisões adotadas e incluídas nos Estatutos.

Tédio é a palavra que define a situação que existe no ambiente próximo às negociações. Porque vêem que nada ou pouco progride e aos poucos os meses vão passando.

Messi amplia recorde e ganha 7ª Bola de Ouro da carreira

O craque argentino Lionel Messi conquistou a sétima Bola de Ouro de melhor jogador do mundo de sua carreira nesta segunda-feira, 29, batendo o polonês Robert Lewandowski e o brasileiro naturalizado italiano Jorginho para levantar novamente um dos troféus mais prestigiosos do futebol mundial.

Já o português Cristiano Ronaldo ficou na 6ª posição da premiação promovida pela revista francesa France Football, enquanto Neymar terminou na 16ª posição.

Com o prêmio recebido nesta segunda, Messi chegou ao total de sete, com os de 2009, 2010, 2011, 2012, 2015 e 2019. Assim o argentino se igualou a Pelé no número de bolas de ouros conquistadas na carreira.

“É incrível estar aqui de novo. Dois anos atrás eu pensei que seria a última vez, vencer a Copa América [com a seleção da Argentina] foi a chave”, disse Messi no Theatre du Chatelet em Paris.

“Foi um ano especial para mim com este título da Copa América. Significou muito ganhar no estádio do Maracanã e fiquei muito feliz em comemorar com o povo argentino”, acrescentou.

“Não sei se é o melhor ano da minha vida, tenho uma longa carreira, mas foi especial com o título com a Argentina após tempos difíceis e críticas”, declarou o jogador.

Messi, que chegou ao PSG (França) em uma transferência livre no início da temporada, conseguiu 613 pontos, com Lewandowski, do Bayern de Munique (Alemanha), escolhido melhor atacante na segunda-feira, chegando a 580.

Jorginho, que venceu a Liga dos Campeões da Europa com o Chelsea (Inglaterra) e a Eurocopa com a Itália, terminou com 460, à frente dos franceses Karim Benzema e Ngolo Kanté, respectivamente quarto e quinto.

Capitã do Barcelona, Alexia Putellas leva a Bola de Ouro - Olimpia Sports

Comentários

- Advertisment -Capitã do Barcelona, Alexia Putellas leva a Bola de Ouro - Olimpia Sports

Últimas Notícias