Home Levantamento de Peso Laura Amaro conquista primeira prata da história do levantamento de peso do...

Laura Amaro conquista primeira prata da história do levantamento de peso do Brasil em mundiais adultos

-

Medalha foi alcançada no arranco. Atleta levantou 108kg e ainda bateu o recorde brasileiro absoluto ao somar 240kg de carga. Atleta terminou em quarto no geral

Mais um capítulo histórico foi escrito no esporte brasileiro nesta terça-feira (14.12). Pela primeira vez um pesista do Brasil saiu de um Mundial Adulto de Levantamento de Pesos com uma medalha de prata no peito. O feito foi protagonizado por uma estreante: Laura Amaro ficou na segunda posição da disputa do arranco nos 76kg, por ter levantado 108kg na prova, disputada em Tashkent, no Uzbequistão.

“Eu sonhei com isso durante muito tempo. Ler uma história é legal, mas essa sensação de escrever, saber que o nome vai ficar marcado, saber que vou abrir portas para outros brasileiros dominarem o mundo, não tem preço para mim. Sou a primeira mulher a conquistar uma medalha em Mundial, é uma representatividade muito grande”, afirmou Laura. 

“Esse trabalho começou no Brasil, com meu treinador Saul (Carlos Aveiro), minha nutricionista Dani, meu fisioterapeuta Vitor. Estou muito feliz. O Brasil não vai mais participar não. A gente vai vir para dar trabalho e cada vez mais fazer história”, completou.

O dia ainda reservou outra grande marca. Depois de prova brilhante no arremesso, em que cumpriu 132kg no movimento e 240kg no total (quarta posição em ambos), Laura quebrou o recorde absoluto do Brasil. Nunca nenhuma atleta levantou tanta carga quanto ela, considerando todas as categorias. A marca anterior era de Jaqueline Ferreira e Monique Araújo, com 237kg, obtida no Brasileiro de 2015, no Rio de Janeiro.

“Ler uma história é legal, mas essa sensação de escrever, saber que o nome vai ficar marcado, saber que vou abrir portas para outros brasileiros dominarem o mundo, não tem preço para mim. Sou a primeira mulher a conquistar uma medalha em Mundial, é uma representatividade muito grande”

Laura Amaro

Na história dos mundiais adultos, o melhor resultado alcançado por um brasileiro tinha sido em 2018. Na ocasião, Fernando Reis tinha ficado em quarto na categoria pesado, mas herdou o bronze após um caso de doping. O pódio de Laura é o primeiro feminino e a prata é o resultado mais expressivo da modalidade em todos os tempos. 

O nome dela começou a ser gravado na história com a tradicional ‘encarada’ na barra. Ela foi à plataforma para a tentativa de 103kg no arranco, três a mais do que estabelecido no peso de entrada. A carioca fez o movimento com desequilíbrio, mas se recuperou e conseguiu a validez que precisava. O segundo intento foi de 106kg, e ela fez a ação correta. Confiante, subiu a carga para 108kg na derradeira exibição e conseguiu. Prata no arranco.

Laura só não foi melhor que a russa Iana Sotieva, que colocou quatro quilos a mais do que a representante verde e amarela. A terceira colocação foi ocupada pela norte-americana Martha Ann Rogers ao ter erguido 107kg.

No arremesso, Laura manteve a série de acertos. Para o debute no movimento, pediu 126kg e fez o levantamento sem dificuldades. O mesmo aconteceu quando ela voltou para tentar cumprir 132kg de carga. A brasileira fez um movimento preciso e válido. Para buscar um pódio também no arremesso, ela precisava acertar a última tentativa, de 136kg, mas não conseguiu. Isso não abateu a atleta, que ouviu das arquibancadas o nome gritado pelos espectadores.

Laura durante o Mundial no Uzbequistão: histórico. Foto: reprodução de TV

Por pouco

A brasileira não ficou no top-3 do arremesso por muito pouco, pois o bronze foi conquistado pela sul-coreana Suhyeon Kim com 134kg executados. O ouro foi para a conterrânea de Kim, Min Ji Lee, que completou o movimento com 139kg de carga. Por fim, a prata foi levada pela norte-americana Martha Ann Rogers por ter levantado 136kg.

“Foi sensacional. Perdemos por pouco outras medalhas, foi uma batalha fantástica. Laura se superou de um jeito absurdo, demonstrando que acertei quando falei que ela viria para brigar por medalha”, enalteceu o treinador da Seleção, Dragos Stanica.

O técnico ainda comemorou o fato de o Brasil ter entrado na lista dos melhores do mundo em mundiais. Para ele, a prata significa uma concretização de um trabalho bem feito. “Essa medalha coloca o Brasil ao lado das potências mundiais. Quando aparecer a tabela de medalhas, o nome do país estará lá. É isso que importa. Está mostrando a evolução que o trabalho teve e esperamos que consigamos melhorar ainda mais”.

Comentários

- Advertisment -Laura Amaro conquista primeira prata da história do levantamento de peso do Brasil em mundiais adultos - Olimpia Sports

Últimas Notícias