HomeJogos da JuventudeCOB define as datas dos Jogos da Juventude 2022

COB define as datas dos Jogos da Juventude 2022

-

Os Jogos da Juventude 2022 serão realizados entre 1º e 16 de novembro. O anúncio foi feito pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) em reunião virtual com representantes de secretarias estaduais de todo o país. A principal competição de base do país acontecerá em Aracaju (SE) e reunirá os melhores atletas do Brasil na faixa etária até 17 anos na disputa de 16 modalidades (atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica artística feminina, ginástica artística masculina, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, taekwondo, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia e wrestling).

Além da definição da data, o COB dividiu com os gestores estaduais mais detalhes sobre os Jogos da Juventude do ano que vem. A competição envolverá cerca de 6 mil pessoas, sendo 4.500 atletas. 

“Ano após ano procuramos realizar Jogos da Juventude cada vez melhores. Infelizmente nos últimos dois anos tivemos que suspender a competição em virtude da pandemia, mas estamos seguros de que foi uma decisão acertada. Temos bastante ações previstas para 2022 e é importante contar com o apoio das secretarias estaduais. Conto com vocês para a consolidação do esporte olímpico no Brasil”, afirmou o presidente do COB, Paulo Wanderley. 

Um dos diferenciais dos Jogos da Juventude é o projeto denominado “Caminho do Atleta”, com oportunidades em diferentes ações, com o objetivo de continuidade no seu processo de desenvolvimento. De olho na identificação de talentos para o alto rendimento, a competição terá um centro de avaliação e monitoramento dos talentos e observadores técnicos das seleções brasileiras de categorias de base.

O atual modelo da competição também dará protagonismo aos estados para definirem suas seleções nas modalidades coletivas. Isto é, a seleção estadual poderá ser composta por atletas representantes de várias instituições de ensino públicas e/ou privadas. Com isso, cada estado poderá selecionar os melhores atletas para suas equipes. Para assegurarem sua presença no evento, os atletas devem estar matriculados em instituições de ensino e participar das seletivas classificatórias organizadas pelas 27 unidades federativas (26 Estados e o Distrito Federal), que contemplam mais de 2 milhões de jovens, de 40.000 escolas e 3.950 cidades brasileiras. 

“Muitos atletas dos Jogos da Juventude farão parte algum dia do Time Brasil. Os dados nos mostram isso. Para muitos atletas é a porta de entrada para serem observados por treinadores das seleções, já em uma perspectiva do alto rendimento esportivo. COB, Confederações e as secretarias estaduais estão conectados para a realização dos Jogos e acredito bastante na força dessa parceria. Estamos prontos para oferecer a melhor estrutura e organização no padrão que o COB sempre realizou”, enfatizou Kenji Saito, gerente-executivo de Desenvolvimento Esportivo do COB.

Também foi apresentado o calendário geral de competições. Aprimorado em relação a edições anteriores, em 2022 as disputas serão distribuídas em ondas, com menos modalidades ao mesmo tempo para diminuir o número de pessoas simultaneamente. 

“Este formato traz a possibilidade para que os Jogos da Juventude sejam realizados em mais cidades do país, pois reduz a quantidade de leitos utilizados ao mesmo tempo, bem como o número de instalações esportivas usadas simultaneamente”, explicou Kenji, que indicou ainda que o processo de candidatura para as cidades receberem o evento em 2024 já está aberto. 

Aracaju será a sede da competição em 2022 e Ribeirão Preto em 2023. Representantes das duas cidades participaram da reunião e demonstraram confiança no sucesso do evento. As duas cidades, inclusive, assinaram um termo de cooperação para trocar experiências na organização dos Jogos.  

“Os Jogos da Juventude têm um lugar especial para gente. Estamos preparados, ansiosos e merecemos receber o evento pelo trabalho que estamos realizando. Recebendo todo o país em um evento do COB”, afirmou Mariana Dantas, Superintendente Especial de Esporte do Sergipe. 

“Entregar os Jogos da Juventude é uma tarefa que nos causa entusiasmo, mas temos um compromisso. É um momento muito especial para a cidade e todos poderão desfrutar da qualidade de vida de Ribeirão Preto. Teremos um ano para aprender e vamos cumprir essa tarefa com tudo que for necessário”, declarou André Trindade, secretário de Esportes de Ribeirão Preto.

Comentários

- Advertisment -spot_img

Últimas Notícias