HomeSupercopa do BrasilReal Brasília vence Inter em jogo com polêmica da arbitragem

Real Brasília vence Inter em jogo com polêmica da arbitragem

-

Gol polêmico de Geovana Alves foi validado pelo árbitro, apesar de falta no lance anterior

A estreia das Gurias Coloradas em 2022 foi encerrada com tropeço. No Beira-Rio, o Clube do Povo recebeu o Real Brasília, em confronto válido pelas quartas de final da Supercopa do Brasil, e sofreu revés por 1 a 0, gol de Geovana Alves. Com o placar, o Inter se despede do torneio e volta suas atenções para o Brasileirão A1, competição com início previsto para o próximo mês de março.

Natural para um início de temporada, o primeiro tempo transcorreu em ritmo reduzido no gramado do Beira-Rio, que presenciou diversas estreias com a camisa colorada. Oriundas do Cruzeiro, Capelinha e Duda Sampaio iniciaram o jogo, a primeira na lateral-direita e a segunda no meio. Já Millene, contratada na temporada passada, mas ausente dos gramados por lesão, debutou na ponta-esquerda do 4-3-3 de Maurício Salgado, que foi a campo com o objetivo de controlar a posse de bola do confronto.

De sua parte, o Real Brasília, escalado com uma zagueira na volância e uma lateral no ataque, apostava nos contragolpes, fazendo questão de cozinhar o jogo sempre que incapaz de sair para o ataque em velocidade. Quando na frente, o rival forçou cruzamentos na direção de Geovana, a maioria desses cortada facilmente pela zaga vermelha. Prova disso é que as duas melhores chances do tempo regulamentar pertenceram às Gurias.

A primeira investida de perigo do Inter saiu aos 29, quando Millene recebeu com espaço na esquerda, cortou para o centro e, diante do movimento de Fabi Simões, acionou a camisa sete em profundidade. Dida, em boa saída do gol, abafou o arremate e salvou as visitantes. Depois, no minuto 41, Bela apareceu de surpresa no ataque, cortou a primeira marcadora e só deixou de mandar para as redes por culpa da zaga, que conseguiu o corte. O placar do primeiro tempo, tudo indicava, seria o empate sem gols. Até ocorrer o lance capital do jogo.

Aos 46 minutos, Roberta, no corredor direito da área colorada, acertou a mão no rosto de Djeni Becker. Baqueada, a meio-campista colorada não teve reação se não cair, consequência da clara infração adversária. O árbitro Jonathan Vivian, por incrível que pareça, negligenciou a falta, e deu sequência ao lance, que foi concluído, diante de um gol aberto, por Geovana Alves.

Gurias criam muito, mas não empatam

Se o primeiro tempo foi de poucas chances e emoções reduzidas, a etapa final ofereceu grandes emoções para a torcida. Do intervalo, as Gurias retornaram com as entradas de Maiara e Lelê, adotando postura mais ofensiva e agressiva dentro de campo, e que resultou em consecutivas chances para o Internacional. As melhores delas saíram, exatamente, dos pés de Maii Maii, que carimbou o travessão em uma oportunidade e teve outra finalização cortada em cima da linha, e de Duda Sampaio, que também teve lindo arremate bloqueado pelo poste superior.

Ficha técnica:

Internacional (0): Mayara; Capelinha (Eskerdinha), Bruna Benites, Sorriso e Isabela; Zóio (Maiara), Djeni (Haas) e Duda; Fabi Simões, Millene (Biazinha) e Milleninha (Lelê). Técnico: Maurício Salgado

Real Brasília (1): Dida; Roberta (Laíne), Rafa Soares, Isabela Melo e Bruna Natieli; Petra, Sassá e Gaby Soares (Thais Lemos); Marcela Guedes (Dany Helena), Geovana Alves e Carol Gomes (Maria Dias). Técnico: Adilson Galdino.

Gols: Geovana Alves, aos 46’/1ºT (R).

Cartões amarelos: Sorriso e Duda (I). Carol Gomes, Rafa Soares, Geovana Alves e Sassá (R).

Cartão vermelho: Rafa Soares (R).

Arbitragem: Jonathan Vivian apita, auxiliado por Luiza Reis e Ariela Duarte. Quarto árbitro: Francisco Soares Dias.

Estádio: Beira-Rio.

Público: 1.627. Pagantes: 1.148. Menores: 81. Não pagantes: 398.

Renda: R$ 10.960,00

Comentários

- Advertisment -spot_img

Últimas Notícias