HomeSupercopa do BrasilOpinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no...

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim

-

Sexta-feira, 4, foi um dia dos sonhos para mim. Como jornalista, não tenho do que reclamar. Pude fazer meu debut nos comentários da Rádio Web Inter de Todos e ainda vi dois jogos de Futebol Feminino de muita qualidade. O Grêmio venceu o Cruzeiro e passou às semifinais da Supercopa do Brasil, já o Internacional, que era favorito, foi prejudicado por erros da arbitragem e acabou não passando para a próxima fase graças a um gol irregular do Real Brasília. 

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Que meu coração é colorado todo mundo sabe, eu não escondo de ninguém, e ter o prazer de acompanhar as Gurias Coloradas enche meu coração vermelho de alegria. No outro dia, sábado, 5, começou a pipocar nas minhas redes sociais as postagens das atletas do Inter lamentando o resultado e se desculpando com a torcida. Aquilo doeu. 

Foi então que comecei a buscar depoimentos de pessoas que foram ao estádio ver as Gurias Coloradas. Para quem não sabe, o Inter dá oportunidades para Gurias jogarem no Beira-Rio, mas isso, nos últimos anos, aconteceu sem torcida. O retorno, portanto, foi com derrota. Uma derrota que doeu pela maneira que foi construída, mas que não diminui em nada o amor que a torcida tem pelas Gurias Coloradas. 

Uma espectadora em especial viveu um grande momento nesta oportunidade. Diullya Emanueli, gaúcha de 12 anos e atleta Sub-14 do Sport Club Internacional. Foi a primeira vez que ela foi a um estádio de futebol e ela teve o prazer de acompanhar uma de suas inspirações: Fabi Simões. 

Ver as Gurias em um estádio de Copa do Mundo, jogando um bolão, com um público ainda pequeno, mas muito fiel, é inspiração para nós, jornalistas e torcedores, mas ainda mais para as novas gerações do Futebol Feminino. Diullya viajou 425km para assistir ao jogo de sexta e ainda mora em Jóia, interior do Rio Grande do Sul, porque não tem idade para morar no alojamento do clube. Ela garante que vai seguir sonhando e que admira a mãe, que sempre acompanha nos treinos pré-agendados pelo clube. 

“Marta é a  inspiração de uma geração inteira que ama o futebol e a minha também. No Inter a jogadora que tem minha admiração é Fabi Simões, pela postura em campo e a garra com que joga”, conta a jovem aspirante que ainda teve a oportunidade de conhecer algumas jogadoras na oportunidade.

Confira alguns relatos de torcedores que foram ao estádio Beira-Rio: 

Bruna Fernanda da Silva
29 anos 
Empresária 
@brunafernandasci

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

É uma satisfação enorme para mim, como mulher, sócia, e torcedora apaixonada pelo Internacional, ver as Nossas gurias Coloradas jogando no Beira-Rio, foi uma experiência incrível, um jogo emocionante, onde infelizmente não conseguimos a vitória, mas eu fico feliz pela entrega das gurias, sinto orgulho da garra e determinação até o último minuto que nunca faltou. Isso é o Inter. É difícil a gente colocar em palavras, mas a gente vê nas gurias uma determinação, uma vontade e isso é uma coisa que mexe. Cada conquista, o nome nas costas, levar elas para jogar no Beira-Rio, cada conquista delas tem um gosto diferente. Eu fico feliz por isso. A vitória seria a cereja do bolo, mas só de elas estarem lá, recebendo a devida atenção, pra mim já é uma baita de uma vitória. 

Marcelo Augusto Cardoso
44 anos
Bancário 
@ColoradoseColoradas

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Jujuh Ferreira
29 anos
Empresária
@jujuh1909

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Nós que acompanhamos o Futebol Feminino sempre pedimos para ver as Gurias no Beira-Rio, é outra atmosfera ver elas em casa.

A Torcida se mobilizou nas redes sociais para levar público para o Beira, inclusive o próprio marketing do Inter, e se continuar assim tem tudo para crescer ainda mais.

Agora sobre o jogo, as Gurias tiveram 2 semanas de treinos, isso prejudicou o desempenho delas visto que um mata-mata foi o primeiro teste do novo elenco. Gostei muito da Duda, MaiiMaii e Millene e achei a Fabi sobrecarregada. Correu os 90 minutos inteiros, mas fico com medo dela acabar sendo prejudicada pelo desgaste físico. E fomos mais uma vez prejudicadas pela arbitragem com aquela falta clara na Djeni, foi vergonhosa!

Diullya Emanueli 
12 anos
Jogadora do Internacional Sub-14
@diudiu_10

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Foi  uma experiência incrível e minha primeira vez em um estádio de futebol. Minha vida é jogar bola desde de muito pequena e o futebol feminino ainda não tem a visibilidade que merece, no meu ponto de vista, mas acredito que cada vez mais vamos ter apoio e ainda vamos ver um Beira Rio lotado e apoiando as Gurias!

A Marta é inspiração de uma geração inteira que ama o futebol e a minha também. No Inter a jogadora que tem minha admiração é Fabi Simões, pela postura em campo e a garra com que joga. Eu conheci algumas jogadoras naquele dia no jogo e outras no Sesc onde acontecem os treinamentos.

Eu moro em Jóia, uma cidade do interior do Estado com 8 mil habitantes, e no momento vou nos treinos conforme as datas pré-agendadas. A distância é de 425km de ida e mais 425km de volta. Quem me acompanha sempre é minha mãe, não conseguimos ir em muitos treinos devido à distância e os gastos que são bem altos, mas eu sei que ela faz o que ela pode para ver o meu sonho se realizar.

João Marcelo Schneider
24 anos
Educador Social 
@_ojoaomarcelo

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Na sexta-feira fui ao Beira Rio assistir Inter e Real Brasília pela Supercopa do Brasil de Futebol Feminino. Foi a primeira vez que fui ao gigante depois do início da pandemia e também foi a primeira vez que levei minha família inteira para o estádio. Acompanhar as Guria do Inter tem se tornado cada vez mais especial para mim, o clima no estádio é diferente, a proximidade com as jogadoras, a galera cuidando nos xingamentos para a arbitragem para não ser machista com a bandeirinha e em respeito às mulheres que estavam jogando. Com o juiz não teve tanto cuidado pelo motivo do gol irregular que foi validado. 

Três coisas me chamaram muita a atenção no jogo: a primeira foi o uso de máscara por parte da torcida: a maioria, a minha volta, estava respeitando o uso da máscara o tempo todo, coisa que vi ao contrário nas transmissões dos jogos masculinos; a segunda foi o respeito, pois, ao meu lado tinha uma família de uma jogadora do Real Brasília, comemorou e gritou, nós gritamos de volta, mas com respeito e apenas torcendo por um clube diferente; e a terceira, e não menos importante, a gratidão das jogadoras do Inter pelo apoio. Mesmo com a derrota, elas agradeceram o apoio e diversas deram a volta pelo campo tirando fotos e cumprimentando todos os torcedores que estavam ali para conversar com elas. 

É isso que eu digo, o clima é diferente, mas a emoção é igual, eu gritei, cantei, briguei e fiquei nervoso por toda a tensão que esse jogo passou para a gente. Perdemos,, mas vi um time que está se preparando para conquistar muito ali na frente. VAMOS INTER! É AS GURIAS!

Luan Kamradt

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Thalis Neckel Miguel
34 anos
Professor e músico
@thalisnm

Opinião: O orgulho que dá ao ver as Gurias Coloradas jogando no Beira-Rio não cabe em mim - Olimpia Sports

Estive no jogo das Gurias Coloradas contra o Real Brasília no Beira-Rio. Foi um prazer poder vê-las jogar de fato na casa delas, depois de tanto tempo mandando os jogos no Sesc. Entrada tranquila sem nenhum problema pelo portão 7. Desta vez devo elogiar a organização por parte do clube, com a divulgação que foi feita nos dias anteriores e o engajamento no jogo, incluindo a promoção no intervalo. Nós enquanto torcida fizemos nossa parte, comparecendo e apoiando nos 90 minutos, como tem que ser, principalmente com um time tão guerreiro como o das gurias, que estavam estreando uma escalação cheia de novidades – o que explica um pouco também o desempenho do time na partida. Infelizmente não tem como não falar da interferência direta da arbitragem no resultado. Perdemos com um gol absurdamente irregular. Mas mesmo assim avalio como positivo o saldo da noite de sexta, e espero que o clube mantenha esse mesmo tratamento com elas o ano inteiro e possamos mandar todos os jogos no Beira-Rio, como tem que ser. E que a torcida cada vez mais compareça e se engaje no apoio ao time, rumo às vitórias e títulos.

Comentários

- Advertisment -spot_img

Últimas Notícias