HomeSeleção BrasileiraPia Sundhage pede mais posse de bola à Seleção Feminina na sequência...

Pia Sundhage pede mais posse de bola à Seleção Feminina na sequência da Copa América

-

Em entrevista coletiva, treinadora analisou desempenho da equipe em vitória por 3×0 contra o Uruguai

Para Pia Sundhage, o apito final da vitória por 3×0 contra o Uruguai já fez da vitória uma página virada na história que a Seleção Brasileira constrói na CONMEBOL Copa América. Exigente, a treinadora apontou aspectos positivos e negativos da atuação da Canarinho nesta terça-feira.

“Gosto do resultado, marcamos três belos gols e não cedemos nenhum, mas não estou satisfeita com o nosso desempenho. Há margem para melhora, o ataque poderia ter sido mais eficiente e não gostei da partida que fizemos. O Uruguai fez um bom trabalho em dificultar as coisas para nós, mas acho que poderíamos ter nos saído melhor”, destaca.

Com uma sequência de dias de treino pela frente, a treinadora já sabe que ajustes pretende fazer na equipe visando aos próximos desafios. O primeiro deles será contra a Venezuela, na próxima segunda-feira, 18, às 18h (horário de Brasília).

“Existe uma expressão em português da qual eu gosto muito, que é ‘fica com a bola’. Esse é o jeito brasileiro de achar a maneira certa de criar chances. Mas acho que hoje perdemos a posse mais do que devíamos, não estávamos conectadas, não usamos toda a largura do campo e não perseguimos o ponto de ataque o suficiente”, disse.

Confira outros momentos da entrevista de Pia Sundhage:

Mudanças na equipe e intensidade no segundo tempo

Para vencer, é importante utilizar todo o time, todas as peças disponíveis. As atletas que saem do banco têm que entrar e mudar o jogo um pouco. É preciso que todas as jogadoras ganhem minutagem, mas também precisamos melhorar nesse aspecto, de quem vem do banco mudar a partida. E todo jogo é uma chance de melhorar nesse ponto especificamente.

Recorde de técnicas mulheres nessa edição 

Estou ansiosa para jogar contra a Venezuela, em primeiro lugar. Temos alguns dias para nos preparar, para recuperar fisicamente jogadoras como a Rafa, que jogaram as duas partidas. É sempre importante ver mulheres no futebol feminino, não só como treinadoras mas na comissão técnica, na delegação como um todo. Acho que vi a treinadora da Venezuela na Itália como atleta, talvez eu esteja errada, mas é importante ter em quem se espelhar, e espero que as meninas vejam todas nós como exemplos.

Colômbia

Prefiro responder sobre a Colômbia quando formos jogar contra a Colômbia.

Declarações do técnico do Uruguai sobre arbitragem

Não quero comentar sobre arbitragem. Elas fazem o trabalho delas e tentam sempre fazer o melhor.

Comentários

- Advertisment -spot_img

Últimas Notícias