HomeHalterofilismoMariana D'Andrea bate marca continental, iguala recorde paralímpico e é ouro no...

Mariana D’Andrea bate marca continental, iguala recorde paralímpico e é ouro no Open das Américas

-

Após três dias de competições, o Brasil soma 18 pódios, com sete ouros, seis pratas e cinco bronzes na competição disputada em Chesterfield, nos EUA

Campeã paralímpica e vice-campeã mundial na categoria até 73 kg, a paulista Mariana D’Andrea conquistou a medalha de ouro no Open das Américas de halterofilismo, disputado no Campus da Universidade Logan, em Chesterfield, nos EUA.

Na tarde de domingo, 10, Mariana levantou 140 kg, melhor marca de sua carreira, e bateu o próprio recorde das Américas. Em maio do ano passado, a paulista de Itu havia suportado 135 kg, em Tbilisi, na Geórgia, durante a Copa do Mundo da modalidade. Além disso, Mariana também igualou a melhor marca paralímpica de todos os tempos, que pertence à francesa Souhad Ghazouani. Ela suportou os mesmos 140 kg nos Jogos Rio 2016. 

Neste domingo, o pódio feminino do Open das Américas na categoria até 73 kg foi completo pela mexicana Yesnia Retano (85 kg) e Jelena Pipper, da Estônia (60 kg). Apesar de a competição ser continental, há atletas de outras regiões do mundo nas disputas também. Ao fim de três dias de competições, o Brasil soma sete medalhas de ouro, seis de prata e cinco de bronze. São 18 pódios no total.

Outros resultados

Além de Mariana, outros sete brasileiros conquistaram medalhas no domingo. Destaque para Caroline Fernandes Alves (até 79 kg) e Evânio Rodrigues (até 88 kg), que foram campeões em suas categorias. Na prova em que Caroline conquistou o ouro, o Brasil ainda fez uma dobradinha: Elizete Araújo ficou com a prata. José Lima (até 97 kg) e Mateus de Assis (até 107 kg) conquistaram a prata, enquanto Angela Teixeira (até 67 kg) e Jonason Lacerda (acima dos 107 kg) faturaram o bronze. 

As provas no Open seguem até esta segunda, 11. O Brasil busca o bicampeonato geral no evento. A competição é obrigatória dentro do caminho para os Jogos Paralímpicos de Paris 2024. Para os atletas da modalidade, é necessário participar do Open para serem elegíveis.

No último Open das Américas da modalidade, em 2018, o Brasil conquistou quatro ouros, seis pratas e seis bronzes, e ficou em primeiro lugar no quadro geral da competição.

Chuva de pódios

No primeiro dia de competições, na sexta, o Brasil foi representado por cinco atletas e conquistou cinco medalhas. A primeira a subir no pódio Maria Luizineide Santos, ouro na categoria até 50 kg. Ela suportou 90 kg e superou a mexicana Mayra Godinez (85 kg) e a chilena Nayadet Cardenas (82 kg).

Depois foi a vez de Bruno Carra, na categoria até 59 kg, levantar 166 kg e conquistar o bronze. O pódio ainda foi formado pelo chileno Juan Carlos Acevedo, que ficou com o ouro (185 kg), e pelo salvadorenho Hebert Aceituno (182 kg). Outro medalhista de bronze brasileiro foi Luciano Dantas. Na categoria até 65 kg, ele suportou 150 kg e foi superado pelo chileno Jorge Carinao (181 kg) e pelo colombiano Bryan Steven Barona (176 kg).

No encerramento da noite, as brasileiras Naira Gomes e Terezinha Santos, ambas da categoria até 61 kg, conquistaram prata e bronze, respectivamente. Naira suportou 91 kg e Terezinha, 81 kg. Ambas não conseguiram vencer a chilena Amalia Vazquez, que levantou 132 kg.

Já no segundo dia de competições, o país seguiu com os 100% de aproveitamento. Foram três ouros e duas pratas com cinco atletas. O primeiro pódio do sábado foi com João Maria França Júnior (categoria até 54 kg). Ele conquistou o ouro ao levantar 153 kg e vencer o mexicano David Caballero (145 kg).

Na sequência, Maria Rizonaide da Silva (até 45 kg) subiu ao lugar mais alto do pódio ao suportar 89 kg, à frente da venezuelana Oriana Del Carmen Velazquez (84 kg) e da argentina Lourdes Maciel (79 kg). A mineira Lara de Lima também foi campeã em sua categoria (até 41 kg). Com 98 kg levantados, a brasileira derrotou a colombiana Cristina Granados (91 kg). As outras medalhas do Brasil foram de Ezequiel Correa (até 72 kg) e Ailton de Souza (até 80 kg). Ambos faturaram a prata.

RESULTADOS DE BRASILEIROS E PROGRAMAÇÃO

08/07
Feminino – até 50kg e 55kg 
OURO – Maria Luzineide Santos de Oliveira

Masculino- até 59kg
BRONZE – Bruno Carra

Masculino – até 65kg
BRONZE – Luciano Dantas

Feminino – até 61kg
PRATA – Naira Gomes
BRONZE – Santos

09/07
Masculino – até 54kg 
OURO – João Maria França Junior

Feminino – até 41kg e até 45kg
OURO – Lara Aparecida de Lima
OURO – Maria Rizonaide da Silva

Masculino – até 72kg
PRATA – Ezequiel Correa

Masculino – até 80kg
PRATA – Ailton Bento de Souza

10/07
Feminino – até 67kg
BRONZE – Angela Faria Teixeira

Feminino – até 73kg
OURO – Mariana D’Andrea
Amanda de Sousa – não teve tentativas válidas

Feminino – até 79 kg
OURO – Caroline Fernandes Alves
PRATA- Elizete Araújo

Masculino – até 88kg
OURO – Evânio Rodrigues

Masculino – até 97kg
PRATA – José Arimateia Silva Lima
5º LUGAR – Andre Luiz Paz

Masculino – até 107kg
PRATA – Mateus de Assis

Masculino – acima dos 107kg
BRONZE – Jonason Espinola Lacerda

Comentários

- Advertisment -spot_img

Últimas Notícias