HomeAtletismoPernambucana de 16 anos faz quarto melhor tempo adulto do ano nos...

Pernambucana de 16 anos faz quarto melhor tempo adulto do ano nos 400m

-

Alanny da Silva cravou 1min00s91 na classe T20, para atletas com deficiência intelectual, durante o Brasileiro de Jovens

A pernambucana Alanny da Silva, de 16 anos, conquistou um feito promissor durante o Brasileiro de Atletismo para Jovens (Sub-17 e Sub-20), disputado no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, na última semana. A atleta conquistou o ouro nos 400m da classe T20 (para atletas com deficiência intelectual) com 1min00s91, o quarto melhor tempo adulto do mundo em 2022.

A marca registrada por Alanny é apenas três segundos acima do recorde brasileiro, que tem como detentora a potiguar Jardênia Félix, destaque internacional na distância. Em abril, a medalhista de bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 correu para 57s42 na 1ª etapa do Desafio CPB/CBAt de 2022. Na capital japonesa, a potiguar cumpriu o trajeto em 57s43.

“A Jardênia é um amor. É uma inspiração como pessoa e atleta para todas as mulheres. Não só as da classe T20”, disse Alanny, natural de Orocó (PE), a mesma cidade do jogador de futebol de cegos Raimundo Nonato, a 570 km de Recife. Atualmente, ela mora em Petrolina e treina na Associação Petrolinense de Atletismo.

Após cruzar a linha de chegada nos 400m, Alanny desabou e começou a chorar. “Foi muita emoção pelo tempo. Estava pensando em ter uma marca significativa e estava com medo de falhar. Quando vi que deu certo, fiquei muito feliz. Hoje, o esporte é parte de mim. Comecei como brincadeira, mas agora é mais do que trabalho. É uma paixão enorme”, afirmou a pernambucana, que está há quatro anos no paradesporto, com participações em paralimpíadas escolares, circuitos nacionais e meeting paralímpico.

Além dos 400m, Alanny também competiu no salto em distância, outra prova em que Jardênia se destaca e, inclusive, é a atual recordista das Américas. Nesta disputa, a pernambucana saltou 4,54m e também conquistou o ouro no Brasileiro de jovens.

A competição reuniu cerca de 160 participantes em provas de pista e campo da categoria sub-17. É a primeira vez que o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) organiza um Brasileiro para esportistas da base.

Comentários

- Advertisment -spot_img

Últimas Notícias